Você realmente é?

Você realmente é?

 

Estar no poder é como ser uma dama. Se você tiver que lembrar as pessoas que você é, você não é.

Margaret Thatcher

 

Um pequeno livro, mas com um conteúdo poderoso e de grande renome, conta uma história de “O monge e o executivo”. No início do segundo capítulo James C. Hunter decide colocar esta frase de Margaret Thatcher, comparando o poder com o comportamento de uma dama.

Esta frase é muito interessante e eu a reaplicaria a qualquer característica, não somente o poder. Para mim esta frase diz quase a mesma coisa que “o que você é fala tão alto, que não consigo ouvir o que você está dizendo” de Ralph Waldo Emerson.

Que lição poderiamos tirar destas duas citações?

Acredito que uma excelente auto-análise: pense em suas características mais marcantes, especialmente aquelas das quais você mais se orgulha.

Agora que você tem elas na sua mente, pense com que frequência você diz para as pessoas que você tem esta característica?

Vou exemplificar, digamos que eu tenha uma característica “ser bondoso” e costumo dizer frequentemente para as pessoas que sou uma pessoa boa, vou considerar então como frequencia alta. De uma classificação para a frequencia com a qual você fala sobre cada uma de suas características:

  • Quase nunca
  • As vezes
  • Moderadamente
  • Quase sempre que toco no assunto

Quanto mais alta a frequência que você classificou, mais você quer ter esta característica e, isto é ótimo! Por outro lado, quanto mais baixa sua classificação, mais forte esta característica deve ser em você.

Se você percebeu que gostaria de ser mais alguma coisa, por exemplo: mais lider, então aqui vai a dica prática:

Primeiro modele, ou seja, conheça pessoas que possuem esta característica de forma marcante, descubra como ela pensa, converse com ela, deixe-se influenciar por ela.

Segundo estude, busque descobrir como alcançar esta nova forma de agir.

Você irá perceber que a medida que você adquire mais esta característica você para de dizer para os outros que é assim, pois os outros começam a dizer isso por você.

Se você gostou desta reflexão dê uma lida nos outros artigos do site, se ficou com dúvidas ou gostaria de compartilhar uma experiência, deixe sua menssagem aqui em baixo!

 

Compartilhe este conteúdo: