Fechamento eleições 2014

Acabaram-se as eleições, saiu o resultado, e o que ficou?

Ficou a lembrança que marcará nossas histórias, uma eleição disputada, acirrada, e que mostrou que nosso país é um país misto, pessoas de direita e de esquerda, de centro e enfim, todos os tipos de pessoas, divididas, diferentes…

Mas o que ficou para cada um? O que eu ou você podemos tirar para nossa vida de liderança?

Primeiro podemos nos analisar como líderes. Veja abaixo as atitudes que considero atitudes de líder e atitudes não líder, e veja qual perfil foi mais presente em você.

Atitudes de um líder

  • Pesquisou antes de formar opiniões;
  • Formou opiniões;
  • Mesmo após formar sua opinião, ouviu a opinião dos outros;
  • Convenceu pessoas a votarem em seu candidato;
  • Respeitou a opinião dos outros;
  • Reconheceu as coisas boas da oposição;
  • Decidiu pensando no melhor para o país e não para si.

Atitudes de um não líder

  • Formou opiniões apenas ouvindo os outros falarem, ou sem estudo;
  • Não pode se decidir;
  • Apenas sua opinião é válida e não dos outros;
  • Brigou com pessoas tentando forçá-las a votarem em seu candidato;
  • Criou inimizades;
  • Criticou estados que possuíam uma maioria contrária a sua opinião;
  • Repassou críticas ou calúnias da oposição sem pesquisar a verdade;
  • Tentou ganhar votos através do descrédito da oposição;
  • Decidiu pensando no melhor para si.

Estas são algumas pistas que podem nos levar a uma reflexão honesta sobre nossa atitude durante as eleições. Se você acha que teve mais atitudes de um não líder do que desejaria, ou ainda que teve menos atitudes de um líder do que gostaria, talvez seja a hora de investir na sua liderança!

E o que podemos tirar para a nossa vida de liderança daqui para frente?

Primeiro, não vejo como uma atitude de um líder frases do tipo “vamos separar o nordeste”. Pois tudo que um líder não quer é a separação, mas sim a união.

Quando havia finalmente conquistado a independência da India,  Mahatma Gandhi comprou uma nova luta a de unir muçulmanos e indianos. Todos queriam separar a India da Palestina, mas Gandhi não aceitava a divisão. “Sou Hindu, Muçulmano e Cristão”.

Chegou nossa vez de seguirmos o exemplo deste grande líder dizendo “sou Brasileiro” e não “sou do sul” ou “sou do norte”, “sou rico” ou “sou pobre”.

Cito ainda Jesus que diz que mesmo tendo cem ovelhas, larga todas para buscar a que se perdeu.

Se você acha que alguém precisa de ajuda política, social ou cultural no Brasil, deixe de lado os que não precisam e vai atrás dos outros. Mais fácil é se a maioria estiver perdida, assim só ficaram desamparadas a minoria.

Talvez os eventos que se agrupam no assuntos eleições 2014 sirvam para nos mostrar que temos um Brasil desunido que precisa de união.

 

O que você acha? O que você se compromete em fazer diferente daqui para frente?

Compartilhe este conteúdo: