Aceite!

Neste post você vai aprender algo muito simples e que vai deixar as pessoas ao seu redor e você mais felizes. Não acredita? Comece a colocar em prática e você vai comprovar logo logo!

Lembre-se do pressuposto da PNL “Se quiser compreender aja!”

Vamos lá…

Quantas vezes você chegou em algum lugar e a pessoa que te recebia te ofereceu algo? Por exemplo: “Aceita um cafezinho?” ou então “Quer um pouco disso?”

Destas vezes quantas você disse não?

Grandes são as chances de você ter pensado “todas” ou seja, você sempre recusa o que oferecem. Por que fazemos isso?

O principal motivo pelo qual negamos quando alguém nos oferece algo é não querermos ser chato, ou incomodar, ou enfim causar uma má impressão.

Está na hora de reprogramar isso!

Não importa o que, mas se alguém ofereceu é por que esta pessoa quer que você aceite!

Se na reunião uma pessoa te ofereceu café, pode ser que ela queira que você esteja confortável, ou ela quer mostrar uma xícara chique que comprou em moscou, enfim, algum motivo tem!

Se você chega na casa de alguém que você acaba de conhecer e a pessoa te oferece por exemplo uma comida, ela não está querendo ser simpática, ela quer realmente que você coma! Ela quer que você faça parte daquilo com ela.

Quando recusamos algo ao contrário de sermos educados, nós criamos barreiras entre a outra pessoa e nós mesmos.

É claro que você não é obrigado a aceitar algo de que não gosta, ou mesmo que não queira. Mas as vezes pequenos sacrifícios podem ser aceitos por um bem maior, não acha?

Quando você aceita um café, um pãozinho ou algo que lhe foi oferecido, você não apenas aceita aquilo, mas você aceita a pessoa e suas intenções. E isso vale também para as coisas que não são de comer!

Por exemplo, se você está fazendo algo e alguém oferece ajuda, esta pessoa não está sendo educada, ela realmente quer te ajudar! Então procure aceitar.

Se você é um homem forte e está carregando algo pesado e uma delicada donzela oferece ajuda, deixa-a ajudar, ache algo que ela possa fazer como carregar algo mais leve, ou ainda peça para que ela cuide se vai bater o canto na porta. Enfim aceite que as pessoas participem quando elas pedirem para participar.

Todas as pessoas querem se sentir importantes e úteis, ajude-as e permita que elas o sejam!

Pense nisso!

Compartilhe este conteúdo: